Centro de Oncologia

Agende sua
Consulta

×
  • >
  • BLOG


nosso blog

18/10/2021 15:10

Câncer de mama: quando iniciar o rastreamento da doença?

Os meses de outubro ganham a cor rosa para alertar sobre o câncer de mama, doença capaz de atingir todas as mulheres, independentemente do histórico familiar e outros fatores. Trata-se de uma neoplasia com taxas de cura que ultrapassam os 90%, se diagnosticada em estágios iniciais.

 

Nesse contexto, o início da pandemia de coronavírus levou muitas pacientes a deixarem de realizar suas consultas e exames de rotina. Para se ter ideia, estima-se que, em 2020, o número de mamografias realizadas foi 42% menos quando comparado a 2019.

 

Felizmente, com o avanço da vacinação, esta situação tem melhorado, mas, ainda assim, há mulheres que, por outros motivos, acabam postergando os cuidados com a saúde e estão sujeitas a tratamentos mais invasivos e índices de cura menores. Pensando em alertá-las sobre a importância da prevenção, conversamos com a mastologista, Dra. Keila Ribeiro Rodrigues. Confira. 

 

Em que idade a prevenção do câncer de mama deve ser iniciada pelas mulheres?

 

Apesar de o Ministério da Saúde indicar o início da mamografia anual para a prevenção do câncer de mama a partir dos 50 anos de idade, a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) recomenda que este e outros exames, conforme a necessidade, sejam realizados a partir dos 40 anos.  Para aquelas pacientes com histórico familiar da doença, a indicação é que o rastreamento inicie 10 anos antes da idade em que a mãe ou irmã tiveram a doença.

 

Estudos apontam, inclusive, que a mamografia de rotina pode reduzir em até 30% as mortes pela neoplasia, o que demonstra a importância de realizá-la todos os anos.

 

Quais os fatores de risco para a doença?

 

O câncer de mama pode acometer todas as mulheres, mesmo aquelas que não possuam alterações genéticas. O fator genético/ hereditário corresponde a aproximadamente 10% do total dos casos da doença.  São mais comumente encontrados nos genes BRCA1/ BRCA2. A maioria dos tumores de mama acontecem ao acaso. Podemos citar os seguintes fatores de risco:

 

- primeira menstruação antes dos 12 anos de idade;

- primeira gestação tardia;

- nuliparidade (não ter tido filhos);

- menopausa após os 55 anos de idade;

- ter feito terapia de reposição hormonal pós-menopausa por período prolongado;

- sobrepeso/obesidade;

- sedentarismo (não fazer exercícios físicos);

- consumo de bebidas alcoólicas;  

- casos de câncer de mama e/ou ovário na família, principalmente antes dos 50 anos de idade. O risco é maior em parentes de primeiro grau.

 

Fique atenta!

 

Além dos fatores de risco, é essencial ficar atenta a sintomas como aparecimento de nódulos mamários, lesão, inversão ou retração do mamilo, saída de secreção do mamilo com aspecto de sangue ou transparente, inchaço e/ou vermelhidão (podendo simular um processo inflamatório) e nódulo axilar.

 

Por isso, se você já tem 40 anos ou mais, ou casos de câncer de mama na família, é essencial realizar consulta com um mastologista, para que este indique os exames de rotina necessários para o seu caso. Cuide-se!

 

Gostou do conteúdo? Então compartilhe em suas redes sociais para informar outras mulheres sobre a importância da prevenção do câncer de mama!

Comentários
Comentar


Outras notícias
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +