Centro de Oncologia

Agende sua
Consulta

×
  • >
  • BLOG


nosso blog

31/03/2021 13:03

Preparando-se para uma cirurgia colorretal

No conteúdo anterior, relacionado ao Março Azul-Marinho, mês de prevenção do câncer colorretal, falamos sobre os tratamentos para esses tipos de tumores, os quais atingem a parte final do intestino, composta pelo cólon e reto.

 

Para o último post da série, conversamos com o cirurgião oncológico, Dr. William A. Casteleins, a respeito da preparação para o procedimento cirúrgico. Ele é a parte final de todo um processo que se inicia algumas semanas ou meses antes, com o objetivo de obter a maior segurança e sucesso possíveis. Confira e saiba mais sobre esse importante assunto!

 

Principais etapas que antecedem a cirurgia do câncer colorretal

 

Ao ser diagnosticado com câncer no intestino, o paciente recebe uma avalanche de informações, seja a respeito da própria doença, do prognóstico ou do planejamento terapêutico mais indicado para o seu caso.

 

Uma vez em que se decide pela realização da cirurgia, inicia-se a preparação. O primeiro passo é a realização de diversos exames, incluindo os de sangue e de imagem. O objetivo é verificar o estágio em que se encontra o tumor, ao que se denomina estadiamento. Sem dúvidas, é uma das etapas mais importantes em qualquer tratamento oncológico, pois é a partir dessa definição que se aplica a melhor estratégia terapêutica.

 

Os exames de sangue incluem, por exemplo:

 

- Hemograma;

- Coagulograma;

- Função renal e glicemia;

- CEA (antígeno carcinoembrionário), uma proteína que funciona como marcador do tumor e pode estar elevada no sangue de pacientes com câncer de intestino.

 

Um dado importante é que o CEA será utilizado também no acompanhamento do tratamento, por um longo período.

 

Importância da equipe multidisciplinar

 

Caso o paciente tenha alguma condição de saúde que também demande atenção, como diabetes, hipertensão, insuficiência cardíaca ou enfisema pulmonar, é indicada uma avaliação com médicos especialistas nestas áreas, a fim de ajustar as medicações para a cirurgia.

 

Portanto, o cirurgião precisa do auxílio de cardiologistas, endocrinologistas e pneumologistas, de modo a deixar o paciente o mais controlado possível de comorbidades que possam interferir no resultado cirúrgico.

 

Após a realização dos exames e as avaliações com especialistas, o paciente será consultado pelo anestesista, numa consulta pré-anestésica, preferencialmente na mesma semana da cirurgia. É importante que o anestesista e o cirurgião interajam, de forma a alinharem alguns detalhes do procedimento, como por exemplo, decidirem se o paciente deverá ir para a UTI ou não logo após a cirurgia.

 

Vale frisar que os pacientes tabagistas devem suspender o fumo no mínimo 30 dias antes de uma cirurgia de grande porte. Além disso, os portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica precisam de um condicionamento pulmonar antes de se submeterem a uma anestesia geral.

 

Os profissionais que auxiliam nesta etapa são os fisioterapeutas. Existem exercícios específicos para melhorar as capacidades respiratórias e fortalecer a musculatura acessória da respiração. O objetivo, nesse caso, é fazer com que o paciente consiga ser extubado rapidamente, ainda dentro do centro cirúrgico.

 

O trabalho do fisioterapeuta também é muito importante após a cirurgia. Isso envolve estímulo e exercícios que ajudam o paciente a sair da cama e caminhar o mais breve possível, impedindo o desenvolvimento de trombose venosa nos membros inferiores.

 

Importância da nutrição antes e após a cirurgia do câncer colorretal

 

O ponto de vista nutricional é também imprescindível, talvez até o pilar mais importante para um bom desfecho operatório, já que a cicatrização do intestino e da parede abdominal é totalmente dependente de um bom estado nutricional. Muitos pacientes oncológicos tendem a emagrecer, seja por perda de apetite ou por consumo, onde o tumor lhe ¨rouba¨ energias, nutrientes e calorias.

 

A revisão deste estado catabólico e a prevenção de maiores perdas são fundamentais para evitar complicações cirúrgicas, como abertura de pontos e infecções. Existem diversas suplementações disponíveis no mercado, sendo que a mais específica para cirurgias intestinais envolve suplementos que atuam na modulação imunológica do trato digestivo.

 

Preparo mecânico do intestino: devo ou não fazer?

 

Por fim, um assunto muito controverso entre cirurgiões e muito perguntado pelos pacientes: deve-se fazer um preparo mecânico do intestino? Como regra geral, a resposta é não. Até pouco tempo atrás, recomendava-se o uso de laxativos por via oral, combinados ou não a antibióticos, com o intuito de deixar o intestino limpo, evitando-se contaminações com conteúdo fecal durante a cirurgia.

 

Hoje a medicina entende que preparos deste tipo não são necessários e, por outro lado, são desaconselhados, pois provocam diarreia, desidratando o paciente.

 

O intestino pode ficar muito bem limpo com uma dieta específica, iniciada 5 a 7 dias antes da cirurgia, com o consumo de alimentos que produzam muito pouco resíduos. Antes que se pense que é composta de alimentos nada palatáveis, não se engane, pois conta, por exemplo, com leite desnatado, pão branco, peixes, frango e algumas frutas, desde que sem casca e cozidas.

 

Um dia antes da cirurgia o paciente deve iniciar profilaxia para trombose venosa, com a injeção na noite anterior de uma dose subcutânea de heparina de baixo peso molecular, que será continuada no pós-operatório. Quando a cirurgia envolve o reto, o paciente também precisa utilizar um fosfoenema por via retal, na noite anterior e na manhã da cirurgia, garantindo assim uma limpeza da parte final do intestino.

 

Depois de ler até aqui, conseguiu entender todos os aspectos precisam ser levados em conta pelo o paciente e seu médico na preparação para uma cirurgia? Vale lembrar que tudo isso só é possível, em todas suas etapas, quando o procedimento é realizado em caráter eletivo, ou seja, agendado previamente. Em cirurgias de emergência ou urgência não há tempo para toda essa preparação, infelizmente.

 

Se você ainda tem alguma dúvida sobre o assunto, agende uma consulta conosco, será uma satisfação orientá-lo e elucidar pessoalmente todos estes pontos. Acesse o site e conheça nosso corpo clínico, estrutura e serviços!

 

Comentários
Comentar


Outras notícias
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +