Centro de Oncologia

Agende sua
Consulta

×
  • >
  • BLOG


nosso blog

06/07/2021 12:07

Novidades do ASCO 2021 para o câncer de pulmão

O câncer de pulmão é o que apresenta a maior taxa de mortalidade no mundo. Entretanto, importantes inovações relacionadas ao seu tratamento vêm surgindo nos últimos anos, com o objetivo de elevar as taxas de cura e reduzir as chances de recidivas.

 

O oncologista clínico, Dr. Bruno Batista, participou do maior congresso sobre câncer no mundo, o ASCO Anual Meeting edição 2021, e listou algumas novidades relacionadas às neoplasias pulmonares. Confira o conteúdo e saiba quais são elas!

 

Principais novidadespara o tratamento do câncer de pulmão

 

Lembrando o congresso de 2020, a edição do evento desse ano trouxe importantes estudos para o tratamento dos tumores de pulmão. Um dos mais importantes trabalhos, que certamente irá mudar a prática clínica, é o IMPOWER 010, o qual avaliou a medicação atezolizumabe (imunoterapia) após quimioterapia para pacientes submetidos à cirurgia. Essa medicação diminuiu a chance de a doença recidivar em 2 anos em 15%, aumentando consideravelmente as taxas de cura, bem como elevando a chance de controle da doença de 60% para 75% nesse tempo, quando comparado com a quimioterapia isolada.

 

Para a doença localizada, ou seja, candidata à cirurgia, mais um importante estudo foi apresentado. O CHECKMATE 816 utilizou a imunoterapia nivolumabe associada à quimioterapia, mas em cenário neoadjuvante (anterior à cirurgia). Apesar de ainda não se ter os dados de sobrevida e taxa de recidiva, o resultado dessa estratégia impressiona, com taxa de resposta patológica completa (desaparecimento da doença) entre 23% e 40%.

 

É sabido que pessoas com essa taxa de resposta têm maior chance de cura em outros tumores. Agora é aguardar os resultados definitivos, mas essa é uma importante contribuição à luta para vencer o câncer de pulmão.

 

Houve ainda mais dados sobre terapias-alvo para mutações específicas, seguindo os três últimos anos do ASCO. Se em 2020 viu-se medicamentos inibidores de EGFR, MET e RET, esse ano foram apresentadas novas moléculas para mutações atípicas de EGFR, HER3 e, especialmente, para KRAS G12C. Dessas três mutações, a do KRAS era a mais significativa, pois é mais frequente que as outras e, em geral, torna o tratamento mais desafiador por ter resistência aos tratamentos convencionais.

 

A cada ano a ciência e a medicina estão mais perto de vencer essa doença tão particular que é o câncer de pulmão. Gostou do conteúdo? Então acompanhe as nossas redes sociais para mais notícias sobre este e outros tipos de tumores!

 

Comentários
Comentar


Outras notícias
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +