Centro de Oncologia

Agende sua
Consulta

×
  • >
  • BLOG


nosso blog

21/06/2021 08:06

Melanoma: tipos, diagnóstico, tratamentos e inovações da forma mais agressiva do câncer de pele

O mês de junho ganhou a cor preta para conscientizar sobre o melanoma, tipo mais agressivo e letal do câncer de pele. Apesar de representar apenas 3% dos casos das neoplasias de pele no Brasil, é fundamental estar atento à ocorrência da doença, já que se diagnosticada em seus estágios iniciais possui altas taxas de cura.

 

No post anterior dedicado ao Junho Preto, falamos sobre o que é o melanoma, os fatores de risco de risco e os sintomas. Para darmos continuidade ao assunto, conversamos com o cirurgião oncológico, Dr. Eurico Cleto Ribeiro de Campos, um dos autores do livro “Oncologia Cutânea”, que trata os principais tipos da doença, sobre como é feito o diagnóstico, os tratamentos e as inovações. Confira!

 

  1. Quais são os principais tipos de melanoma?

 

O melanoma apresenta quatro tipos principais. São eles:

 

- Extensivo superficial, o mais comum, que se desenvolve inicialmente nas células mais superficiais da pele, podendo se espalhar para regiões mais profundas;

 

- Nodular, subtipo mais agressivo de melanoma e o segundo mais comum, representando até 15% dos casos. Mesmo em estágios iniciais, tem maior tendência a crescer verticalmente e se disseminar para outros órgãos;

 

- Lentigo maligno, considerado uma lesão não-invasiva, ou in situ, que acomete, na grande maioria dos casos, a face e outras regiões cronicamente expostas ao Sol.  Geralmente, este tipo de lesão surge em pessoas acima dos 60 anos de idade;

 

- Lentiginoso acral, um tipo mais raro, que surge independentemente da cor da pele ou do histórico de exposição ao Sol. Os asiáticos respondem por 30% a 50% dos casos e os afrodescendentes por 70% do total.

 

  1. Como é feito o diagnóstico e o estadiamento da doença?

 

O diagnóstico é feito por meio dos sinais e sintomas presentes na pele, como dor, coceira, sangramento e ulceração. Após a análise morfológica da lesão, a dermatoscopia, exame  capaz de ampliar a lesão em até 10 vezes, avalia de forma mais profunda a dimensão, cor e estruturas da lesão.

 

Documentada a suspeita clínica de melanoma, o médico especializado programa a biópsia para o diagnóstico histológico definitivo. Mediante o diagnóstico histológico e baseado em alguns fatores prognósticos, o especialista pode solicitar raio x de pulmão, exames de sangue, cintilografia óssea, tomografia, ressonância e/ou PET CT, de modo a obter o estadiamento adequado da lesão.

 

  1. Quais as formas de tratamento?

 

A principal forma de tratamento é a cirurgia. Nos casos de doença avançada localmente ou à distância, é aplicada a imunoterapia. Essa, quando empregada no tratamento do melanoma, estimula o sistema imune do paciente a reconhecer e eliminar as células tumorais. Além disso, a radioterapia pode vir a ser aplicada em casos selecionados.

 

  1. Existem inovações para o tratamento deste tipo de tumor?

 

As inovações são cirúrgicas e clínicas. No campo cirúrgico há, por exemplo, a Cirurgia de Mohs, que retira os tumores, principalmente os faciais, sem margem de segurança, pois avalia a pele no ato da cirurgia. O resultado são cicatrizes menores. Há também a aplicação da técnica do linfonodo sentinela, a qual permite, de forma mais acurada e com menor morbidade, a avaliação da cadeia de drenagem linfática da lesão principal.

 

Outro aspecto é que técnicas minimamente invasivas permitiram a redução da morbidade no tratamento cirúrgico dos linfonodos. No entanto, grandes avanços também vieram do melhor conhecimento da biologia tumoral, permitindo o melhor tratamento sistêmico do paciente, otimizando as taxas de sobrevida e redução da recorrência local.

 

Gostou do conteúdo? Se você acha que ele pode ser relevante para outras pessoas, compartilhe em suas redes sociais!

 

 

Comentários
Comentar


Outras notícias
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +
Titulo do blog Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quidem vero exercitationem unde veniam reiciendis debitis, quaerat, molestiae culpa, autem provident facere at ipsa facilis animi sit vitae quam tempore aspernatur.
Leia +